quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Estagiário é café com leite

Lembra quando você era criança, mas um criança menor que as outrar crianças? Lembra quando as crianças grandes estavam brincando e você, uma criança pequena, também queria brincar? Lembra quando você era café com leite? Então, eu sempre odiei ser café com leite pelo simples motivo de não fazer diferença nenhuma a minha participação na brincadeira.

A vida de estagiário não é muito diferente! Você é estagiário, ou seja, tudo que você faz precisa de uma supervisão. E isso que estou dizendo não é uma crítica nem nada, é apenas a constatação de um fato. Tudo que o estagiário faz não é levado 100% a sério, mas não pela falta de competência do coitado, mas simplesmente porque é necessário. O estagiário está ali para aprender, então, querido, não se sinta triste se você sentir que o seu trabalho não vale muito. Porque realmente ele não vale!

Isso é normal e você pode discordar, mas é assim que acontece! E o problema é que mesmo se você for efetivado sempre terá alguém no topo da cadei alimentar. Mas aí o que você fizer não será de faz de conta, realmente irá contar.

E isso de faz de conta acontece principalmente quando você acabou de entrar na empresa, afinal ninguém conhece seu trabalho, então é bom eles fazerem alguns teste para saber se é possível ou não confiar em você. E nessa hora você precisa ter paciência! E eu, uma pessoa SUPER paciente, estou nessa fase aí. Preciso mostrar que sou confiável e se você pedir alguma coisa eu vou fazer direitinho, o máximo que pode acontecer é eu fazer milhões de perguntas para realmente não ter dúvida nenhuma sobre o que estou fazendo....


Pois é... Podiam vender pílulas de paciência na farmácia!

E você pode discordar de tudo isso! Afinal, é só o que eu acho mesmo! E como sou estagiária ninguém liga pra minha opinião, né?! ahahahh! Brincadeirinha!

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Mary e Max - Uma amizade diferente


Mary e Max é uma animação com bonecos feitos de massinha. Mary é uma menina australiana com uma mancha marrom na testa e que não recebe atenção dos pais e Max tem síndrome de Asperge, mora em Nova York e ama cachorro quente de chocolate (no lugar da salsicha vai uma barra de chocolate), algo que irei experimentar muito em breve.

O filme é baseado numa história real, foi escrito e dirigido por Adam Eliott e é inteiro em stop-motion (sequência de fotografias, cada uma de uma cena), algo que nem passa na minha cabeça o tamanha do trabalho que deve dar. O filme é simplesmente lindo, trata da amizade entre Mary e Max, pessoas totalmente diferentes que começam a trocar cartas e acabam por se tornar grandes amigos. A amizade tem altos e baixos, que são de acordo com as correspondências mandadas. Os baixos se baseiam, principalmente, no problema de se relacionar com as pessoas que Max tem.

O filme é realmente muito gostoso de se ver, não exatamente 100% alegre, e isso que faz dele algo maravilhoso. Uma parte que gostei foi quando Mary escreveu pra Max dizendo que havia um menino da escola que zoava da cara dela por causa da mancha marrom que ela tinha na testa. Max sugeriu que ela respondesse dizendo que a mancha marrom significava que no céu ela seria a responsável em distribuir os chocolates e que não daria nenhum pra quem zoasse da mancha dela, e isso acabou resolvendo o problema. Max disse que poderia cuidar da barraca dos chocolates no céu, mas como ele era ateu isso não seria possível.

Eu sei que lendo assim não tem graça, mas na hora você ri. Não de dar gargalhadas porque esse não é o objetivo do filme, mas ri porque foi fofo. Não uma risada tipo HAHAHAHHA, mas uma risada tipo rs...




Tem outros trailers muito bons no youtube, não sabia qual colocar! Se quiser procura porque todos são lindos!


Aqui tem um comentário, mas ignora o final porque ele começa a falar meio que mal do filme.

essa crítica é tão boa quanto o filme!

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Meu ano novo chegou! Seja bem vindo!

Ok! Eu sei que estamos no meio do ano! Mas se você descer um pouquinho a página verá que minha virada de 2009 pra 2010 não foi lá essas coisas! Nada andava bem na época do reveillon!

Pois bem! Aqui estou eu num final de semestre que mais parece um final do ano! Afinal de contas, porque a minha virada tem que acontecer exatamente no dia 31 de dezembro? O que acontece é que aquele sentimento que todos temos no final do ano se atrasou 6 meses para chegar até mim! E só chegou agora! Sabe Deus porquê! Você sabe do que estou falando, aqueles pensamentos positivos, todo mundo animado com o ano que está chegando, cheios de planos a serem realizados em todas as áreas da vida!

Essa sou eu agora! Fechei na faculdade de maneira razoável e entrei em um estágio razoável, mas o que importa é que os planos não são razoáveis, são bem legais pra dizer a verdade! Não há planos mirabolantes, talvez não exista nenhum plano de grande proporção, mas o sentimento de "algo bom está por vir" existente no final do ano está presente nesse final de semestre!

Isso nunca tinha me acontecido antes! Sinto que estou atrasada e sei que estou, mas quem se importa? O que vale é que o positivismo chegou, mesmo que atrasado!





Obs.: Em relação ao post anterior, eu pedi desculpa pro porteiro! Está tudo bem agora!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Cabelo molhado no frio e remorso

Infelizmente, estou desempregada... Procuro estágio em tudo que é canto, mas acho que ninguém gosta de mim! Mas eu decidi que não vou mais reclamar porque não tenho estágio, resolvi que agora vou fazer coisas que não poderia fazer se tivesse um estágio, espero que assim o tempo passe rápido enquanto aguardo por uma oportunidade.

Hoje foi o dia de fazer máscara no cabelo! Com certeza não poderia fazer esse tipo de coisa se estivesse trabalhando... Fui eu, feliz, contente e alegre tomar banho! Tá frio, né? Tem que ter muito ânimo para tomar banho nessa temperatura. Estava no ápice da espuma do shampoo e percebo que a água estava ficando cada vez mais rala. Cadê a água quente? A torneira de água fria funcionava normalmente, só a de água quente não tava saindo água. Tirei o shampoo da cabeça com aquele jato de água fria, quase congelando! Na pia também não saía água quente... Então resolvi interfonar pro porteiro...

Por incrível que pareça, fui super simpática, mesmo com o cabelo molhado, enrolada na toalha e quase congelando, acredite se quiser! Até eu me espantei com a mansidão da minha voz. O que que aconteceu? "O zelador fui arrumar um negócio lá no quarto andar e desligou a água quente, mas vai ser rapidinho"... Ok! Esperei cinco minutos e nada da água quente voltar! "Quando morava em Santos e ia faltar água no prédio o porteiro interfonava pra todos os apartamentos e avisava que ia faltar água de tal hora a tal hora. E olha que no prédio de lá tem muito mais apartamentos pra interfonar do que aqui", pensei. Ele deveria ter interfonado, né?!? Assim, eu não precisaria ficar igual a uma tonta com o cabelo pingando e olhando pra parede esperando a água quente voltar!

Nesse momento a paciência foi embora e decidi: vou ligar pro porteiro e ser grossa com ele, onde já se viu?! Custava interfonar e avisar que ia faltar água quente? Esse é o trabalho dele, não?

E se tem uma coisa que eu sei fazer muito bem, além de brigadeiro de microondas, é ser grossa com as pessoas, pergunte pra quem quiser! Lá fui eu pegar o interfone e descer a lenha no porteiro! "Mas moça, vai voltar rapidinho, é que ele desligou o reZisto". Gente, acho que nunca dei uma bronca tão grande em alguém, eu realmente fui muito má com ele, disse que o mínimo que ele poderia fazer era avisar, que esse era o trabalho dele, e soltei muito mais coisas! E o coitado não sabia o que falar... apenas "É né"...

Desliguei o interfone na cara dele, fui pro banheiro, a água quente não tinha voltado e me desabei em chorar... Coitado do porteiro, não devia ter falado com ele daquele jeito, ninguém toma banho nessa hora do dia, eu fui muito grossa... Pois é, o remorso bateu na minha consciência e não havia o que me fizesse parar de chorar... Coisa mais ridícula essa! Brigar com alguém e depois começar a chorar, mesmo quando você tem razão na briga...

Meu namorado disse que eu estava certa e não era pra ficar com consciência pesada, mas não adiantou muito... O remorso ainda está na minha cabeça... Com que cara eu vou olhar pro porteiro agora?!

Bom, no final das contas não fiz máscara no cabelo e passei e tirei o condicionador no tanque mesmo...



O que eu penso nessas horas?
Se eu tivesse um estágio nada disso teria acontecido...

sexta-feira, 19 de março de 2010

O melhor bolo de chocolate do mundo

Quarta eu fui numa doceria chamada "O melhor bolo de chocolate do mundo"!! E comi uma fatia desse tal bolo! É muito bom mesmo, mas seria bem melhor se ele custasse menos que R$ 8,90! E eu não sei se ele realmente é o melhor bolo de chocolate do mundo porque ainda faltam muitos bolos de chocolate para eu comer até descobrir qual é o melhor... Mas não se preocupem porque esse não é o meu objetivo de vida...

Sabe por que eu fui lá?? Porque na faculdade tem uma disciplina que temos que fazer um blog sobre o que quisermos, e eu e minha amiga escolhemos fazer sobre doces! Uma verdadeira desculpa para comer doces, mas que por enquanto está dando certo!

Bom, o bolo é maravilhoso, mas a doçura do momento acabou com a cara de mau humor da atendente... se quiser saber mais sobre a minha experiência com o melhor bolo de chocolate é so ver o blog que fizemos: www.clubdagula.co.cc

E seria bom se você deixasse algum comentário lá, porque assim o professor veria que outras pessoas, de fora da sala, também entraram no blog! Desde já agradeço!

olha a cara do bolo:

















aqui, depois que a ogra ficou um tempinho com ele:

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Ah... o amor!

Ainda bem que o filme foi extremamente melhor que a tradução do título... Não sei por que nunca me contento com os títulos em português! Talvez porque eles realmente sejam toscos. Mas vamos lá: o título original é Ex... Agora, o que isso tem a ver com Ah... o amor!?!?! Quem é a pessoa responsável por colocar os títulos em português?!?! Afinal, traduzir ex para o português nem é tão difícil!

O filme? Ah... o filme é muito bom! É comédia romântica, ok! Mas é muuuuuito mais comédia do que as comédias românticas que a gente encontra por ai! Muito engraçado mesmo! Sei que às vezes sou meio difícil pra risadas, mas eu simplesmente ri bastante! É bem engraçado meeesmo! Pode acreditar!

Bom, o filme retrata seis casais distintos, mas que tem suas vidas entrelaçadas em alguma parte! Gostei muito mesmo! Sabe... os seis casais encontram problemas, brigam e talz, alguns ficam juntos, outros não! Bem real mesmo! Por isso que gostei.... Uns brigam e voltam, outros ficam longe e voltam, outros terminam e não voltam, outros morrem e não voltam... Triste, né?!? Mas ainda bem que o que morre não volta... Imagina só...

E o melhor de tudo foi entrar na sala do cinema com o filme já começado (queria ter visto os primeiros momentos), sem ter a menor noção do que estava para ver! Apenas entrei e perguntei pra minha amiga, e fiquei sabendo que era uma comédia romântica! Ok! Amei o filme!

Ah! Origem: França/Itália




E que padre gato aquele, hein!?!




E o melhor de tudo: valor do ingresso = R$2,00



Olha, o trailer em português era dublado, muito estranho, então coloquei o sem legenda! Vamos ver se seu italiano está tão bom quanto seu espanhol:
video

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Acampamento de crianças


Todo janeiro eu sou tia no acampamento de crianças da minha igreja, e esse janeiro não foi diferente!

Diferente foi porque eu nunca tinha levado 90 picadas de mosquitos e também porque a volta do acampamento é sempre normal pra mim, e dessa vez não foi... Dessa vez o impacto foi maior... Foi, porque o acampamento te tira da realidade e, quando eu voltei dessa vez... Pois é... Quero voltar pro acampamento, ficar la onde a realidade não importa, onde os grandes problemas são resolvidos deixando as crianças sem piscina...

Bom, do dia 15 ao dia 20 de janeiro eu estive em Pedro Barros, um lugar que faz uns 45°C, mas que mesmo assim a disposição está sempre presente! Nesses dias me diverti me fantasiando de pobre, de noite do tapete vermelho, de caipira e até mesmo me fantasiando de No Limite, aquele programa da globo, sabe??

Nesses dias eu vi a mão de Deus abençoando cada criança ali! Mandando o sol, protegendo o ônibus e os outros carros na viagem, e protegendo todas as crianças e os equipantes de se machucarem ou passarem mal!

Foram dias muito bons... E todos os dias desse ano poderiam ser assim... Poderiam porque já não foram... Como disse antes, a realidade está de volta e com ela todos os problemas que todos nós temos...




Conseguiu me achar na foto? Estou de rosa, sentada na borda da piscina! ahahha!



Já ouviram Third Day?? É muito bom, recomendo!

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

2009 para 2010? qual a diferença?

Enquanto espero minhas cranberries ficarem prontas na minha linda fazenda do facebook, fiquei fuçando blogs de pessoas desconhecidas...

Os últimos posts falavam do ano novo e tal... Mas devo dizer que o dia 31 de dezembro de 2009 foi exatamente igual ao dia primeiro de janeiro de 2010... Não fiz nenhum plano diferente, não falei que ia entrar na academia, não prometi ser mais organizada e muito menos não me comprometi a ler mais a bíblia no ano que se inicia... Por mais triste que isso seja...

Na noite do dia 31 de dezembro fui na praia e realmente não senti aquele clima de "coisas novas estão por vir" e esse sentimento não me fez falta nenhuma... Eu quero MUITO que coisas novas aconteçam em 2010, mas ter esse pensamento no momento da passagem do ano não vai influenciar em nada os acontecimentos futuros...

O que vi na praia foi o que vejo todos os anos: pessoas felizes e esperançosas com 2010 e os lindos fogos santistas que duranram 20 minutos!! Mas em relação ao sentimento de todos ali em volta eu fiquei bem triste... Eu acredito que 2010 vai ser melhor tanto quanto elas, mas parece que minha fé nisso é infinitamente menor do que todos os felizes trabalhadores que levantam cedo todos os dias acreditando que o melhor está para chegar...

Parece bastante cético tudo isso, mas é o que penso e, infelizmente, a verdade, mas isso tudo é apenas a minha humilde opinião...

Bom, meus cranberries ficaram prontos, vou lá colher...